Opa,

Galera, a Cia. do Lavrado agora conta com um canal de vídeo onde vocês podem assistir cenas de peças realizadas pela Cia. do Lavrado.

Estamos postando os videos, já podem conferir o vídeo do ensaio da peça: Homens, Santos e Desertores, de Mário Bortolotto.

Estaremos postando outros vídeos o quanto antes.

Apreciem nosso trabalho e abraços da Turma do Tamanduá.

Home FOTOS ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES - 2009
FOTOS - ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES - 2009

 

O 13º projeto teatral da Cia. do Lavrado. Depois de realizarmos três farsas medievais, com referências à Commedia Dell'Arte , de trabalharmos um texto de um dramaturgo brasileiro, ainda vivo, Mário Bortolotto e de várias experiências com esquetes e leituras dramatizadas, sugeri que montássemos um Clássico. E Lisístrata caiu em nossas mãos e o grupo todo aprovou a ideia.

Foi um longo processo de trabalho de oito meses, quase uma gestação. Na verdade foi mesmo. Eu e a Graziela Camilo iniciamos o processo de adaptação do texto. A obra é muito grande e queríamos levá-la pras ruas. No decorrer do processo, muitos conflitos aconteceram aqui no estado de Roraima, principalmente na Cultura. O estado de Roraima é um dos estados, se não o único, que não tem uma Secretaria de Cultura e os órgãos responsáveis por esta pasta, nas esferas municipal e estadual, não cumprem o seu papel.  A Cia. do Lavrado havia rompido com a Federação de Teatro de Roraima - FETEARR, que também não estava com muita vontade de cumprir com a sua parte e diante desse turbilhão de divergências, fomos pegos pelo texto de Aristófanes.

Mudamos tudo. Começamos a filmar os ensaios e com as improvisações gravadas, eu transcrevia tudo para o computador, mexia daqui, mexia dali e apresentava a cena pra a Grazi. Mexíamos mais um pouco e levávamos pro grupo. Criamos um país imaginário, Absurdópolis, as personagens mudaram de nome, e os conflitos locais pularam pra cena. Mantemos a estrutura dramática da greve de sexo e o resto... bom, o título já diz tudo, ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES. Um espetáculo de teatro de rua, com linguagem circense, música ao vivo e com uma proposta completamente Fantástica. Inverossímel.

Este espetáculo foi contemplado no Edital de Fomento do estado de Roraima, em 2009, mas até hoje não recebemos a verba. Mas a peça saiu. Fizemos a nossa parte. 

 

ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES

(Marcelo Perez e Graziela Camilo - livre adaptação da obra Lisístrata de Aristófanes) – 2009

Espetáculo de Rua

Participação na II Festival de Teatro de Rua Amazônia Encena na Rua – 2009

(Porto Velho/RO)

Prêmio YAMIX de Teatro 2009 – Melhor espetáculo

Produção independente.

Direção: Marcelo Perez, Graziela Camilo e Renato Barbosa

Elenco: Adrya Mayara, Ivan Andrade, Graziela Camilo, Marcelo Perez e Renildo Araújo. 

ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES
ABSURDÓPOLI...
ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES

 

Display Num 
Banner
Banner
Banner

#
Copyright © 2008 - 2013 Cia. do Lavrado  -  All Rights Reserved. Webmaster Ivan Andrade