Aí, pessoal a Cia. do Lavrado está se alastrando pelo mundo da Net.

Agora você pode nos acompanhar também pelo Twitter, mantenha-se informado das atividades quentinhas da Cia. do Lavrado,

Não deixe de continuar acessando nosso portal para uma cobertura completa.

Abraços da Turma do Tamanduá!

Home FOTOS ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES - 2009
FOTOS - ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES - 2009

 

O 13º projeto teatral da Cia. do Lavrado. Depois de realizarmos três farsas medievais, com referências à Commedia Dell'Arte , de trabalharmos um texto de um dramaturgo brasileiro, ainda vivo, Mário Bortolotto e de várias experiências com esquetes e leituras dramatizadas, sugeri que montássemos um Clássico. E Lisístrata caiu em nossas mãos e o grupo todo aprovou a ideia.

Foi um longo processo de trabalho de oito meses, quase uma gestação. Na verdade foi mesmo. Eu e a Graziela Camilo iniciamos o processo de adaptação do texto. A obra é muito grande e queríamos levá-la pras ruas. No decorrer do processo, muitos conflitos aconteceram aqui no estado de Roraima, principalmente na Cultura. O estado de Roraima é um dos estados, se não o único, que não tem uma Secretaria de Cultura e os órgãos responsáveis por esta pasta, nas esferas municipal e estadual, não cumprem o seu papel.  A Cia. do Lavrado havia rompido com a Federação de Teatro de Roraima - FETEARR, que também não estava com muita vontade de cumprir com a sua parte e diante desse turbilhão de divergências, fomos pegos pelo texto de Aristófanes.

Mudamos tudo. Começamos a filmar os ensaios e com as improvisações gravadas, eu transcrevia tudo para o computador, mexia daqui, mexia dali e apresentava a cena pra a Grazi. Mexíamos mais um pouco e levávamos pro grupo. Criamos um país imaginário, Absurdópolis, as personagens mudaram de nome, e os conflitos locais pularam pra cena. Mantemos a estrutura dramática da greve de sexo e o resto... bom, o título já diz tudo, ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES. Um espetáculo de teatro de rua, com linguagem circense, música ao vivo e com uma proposta completamente Fantástica. Inverossímel.

Este espetáculo foi contemplado no Edital de Fomento do estado de Roraima, em 2009, mas até hoje não recebemos a verba. Mas a peça saiu. Fizemos a nossa parte. 

 

ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES

(Marcelo Perez e Graziela Camilo - livre adaptação da obra Lisístrata de Aristófanes) – 2009

Espetáculo de Rua

Participação na II Festival de Teatro de Rua Amazônia Encena na Rua – 2009

(Porto Velho/RO)

Prêmio YAMIX de Teatro 2009 – Melhor espetáculo

Produção independente.

Direção: Marcelo Perez, Graziela Camilo e Renato Barbosa

Elenco: Adrya Mayara, Ivan Andrade, Graziela Camilo, Marcelo Perez e Renildo Araújo. 

ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES
ABSURDÓPOLI...
ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES ABSURDÓPOLIS, QUE NOS PERDOE ARISTÓFANES

 

Display Num 
Banner
Banner
Banner

#
Copyright © 2008 - 2013 Cia. do Lavrado  -  All Rights Reserved. Webmaster Ivan Andrade